Viaje por aqui......  
 
   



BRASIL, Mulher, Música, Livros
border=0
 
   Arquivos

 
border=0
Outros sites

 Day
 Longhini
 Cavalaro
 NeilaStorti
 Simône
 Bracioli
 Marcela
 Isa
 Galvan
 Zé Marcos
 Manhani
 Luando
 Miss
 Frika
 Joyce
 Tamyris
 Duda
 Ester Leão
 Jean Fronho


Votação
Dê uma nota para meu blog



border=0
 


Sacada na internet

“A divulgação de boca- boca”. Assim Igor Pucci, de 24 anos, enfatizou como foi seu destaque dos 10 mil acessos, em apenas 1 mês. E julho de 2007, Igor montou seu blog, e foi quando as fotos engraçadas procuradas em um fórum da internet tiveram essa expansão devido aos próprios colegas. Pois, eles repassavam as fotos.  As postagens eram feitas pelas gafes das pessoas, fotos engraçadas, scraps escritos errados, enfim, tudo levaria aos risos dos internautas. Mas, o  plano do servidor usado,  não era compatível para aqueles milhões de acessos. Teve então, que assinar com outra empresa. E, partindo sempre com o intuito de mostrar o divertido, acabou faturando bem mais do que sorrisos. Hoje ele fatura por mês, uma média de  6 mil reais, e tem 15 mil acessos diários. Comentários? 15 por páginas e 3 mil por dia. Ele também tem anúncios de 4 empresas diferentes, sendo que, de uma ele ganha em euros.  O endereço: www.perolasdoorkut.com.br. Brincadeira de internet!  

Ele parece modesto, não gosta de ser fotografado, mas depende de qualquer estilo, forma, ângulo de foto que envie. Com muitas imagens recebidas, ele que faz a seleção de escolha. ”Tenho um olha clínico”, assim relata. E quando recebe algum e-mail pedindo para retirá-las, ele declara: “Tiro sem problemas, sendo a pessoa ou não o dono da foto”. Por mais que esse trabalho seja com as fotos, algumas com a face tampada, ele nunca recebeu nenhum processo. Já procurou três advogados especialistas na área de sites, internet, que o tranqüilizo.

No seu blog, tem 2 mil fotos; e um exemplo de como não possui só fotos, ele fala com risos: “Tem pessoa que está vendendo ingressos da Copa de 2014; tem a comunidade do gritinho da velha do Titanic”. Outros e-mails usados são para contatos (www.contatoperolas.com), remoção de fotos (www.removaperolas.com),  como no caso de um cachorro da raça pir-bull que atacou um porco espinho, e ficou com a cara toda machucada, e os internautas pensavam aquilo como crueldade.  “Foi um acidente, e as pessoas não entenderam, e acabei tirando a foto”, conta Pucci.

Todo esse trabalho gera 2 horas por dia na frente do computador, para ler e atualizar seu site. Ele conta com mais três colaboradores para esse serviço. Trabalha também com o site de frases feitas, pensamentos filosóficos, colocadas no Orkut, msn, www.webfrases.com e www.mov.com.br para os recados com desenhos coloridos. E os dois juntos quase igualam ao valor do perolas.

O Igor Pucci, desse que falei a matéria toda, é formado em Ciências da Computação pelo COC, e faz Pós-graduação em Economia na UEL (Universidade Estadual de Londrina).  E assim, conquistou com as brincadeiras, internautas e uma fortuna.

 



Escrito por Nah às 18h15
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]






Armadura doce

 À noite quase a deitar, e ela levanta. Estrelas, a pouco somem do céu. E ela pôs-se então a se vestir. Alguns de casa ainda dormem do sono cansado. Esses vão para escola. Mas ela, a mãe, que esquenta a comida, arruma a casa, está sempre de pé nesse horário. Às quatro da manhã. Com sua delicadeza de mulher, beija o marido que vai para o ponto de ônibus para mais um corte. O vestuário dela nos 5 dias é calça jeans, lenço na cabeça, e braços e pernas cobertos por capas de ferro. Nos braços, também leva o bornal e o filho mais novo.

Seu primeiro destino está há 3 quarteirões de casa. O ônibus passa por volta da 5h. Sobe com a criança, ou melhor, bebê, com descida na creche municipal. No colo abraçado a mãe fica na fila por alguns instantes para entrar. Logo ele é deixado, e a mãe com toda sua estrutura de ferro olha para trás e corre em direção ao ônibus. Sua próxima parada agora será daqui alguns quilômetros. Para sua outra preocupação, ainda arruma o lenço que está caindo no pescoço.

Ela, não será mais uma contada pelo gato. E sim pela sua desenvoltura de mulher e firmeza de um homem. As pernas quando relam, fazem barulho de guerreiros quando começam a lutar. A sua guerra de toda manhã é a terra. Pronta para ser cortada, a cana deixa seu doce, para salgar toda força dessa “mulher pesada”. Assim até o almoço. Que agora está morno e a salada murcha. Como acompanhante sempre seu lenço e todo aparato corporal. E de volta ao serviço braçal, depois de uma hora.

                Assim prolonga o dia até a tarde. Com toda aquela roupa de guerrilha e o cansaço no rosto, o rumo agora é para casa.  Nesse tempo sem a família, trás já no portão de casa, as crianças pulando e chamando por ela. Mãe! Mal tira o lenço, e abraça-os. Sem muito esforço, coloca o bornal sobre a mesa e sai em seguida. Vai meio apressada em busca do outro filho na creche. Quando chega, todos ouvem, pois sua roupa de trabalhadora é notável. O filho sente o cheiro doce da mãe. Juntos voltam pra casa. E ela rodeada de amor dos filhos, mal percebe o peso da roupa que lhe acompanhou por quase o dia todo.    



Escrito por Nah às 16h51
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]






[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]
border=0